News
Loading...

Siga-nos!

'Fiquei em choque'


'Fiquei em choque', diz filho de homem que perdeu parte da orelha

Vítima de agressão por parte de um grupo que achou que ele e seu pai eram gays por estarem abraçados, o estudante Ramon Lohan Garrido, de 18 anos, disse ter ficado em choque quando percebeu que seu pai estava sem parte da orelha. O caso aconteceu no dia 15 de julho em uma exposição em São João da Boa Vista, no interior de São Paulo. O estudante, que mora em São Bernardo do Campo, no ABC, prestou depoimento na manhã desta sexta-feira (22) no 1º Distrito Policial da cidade.

“Eu fiquei em estado de choque, qualquer um ficaria ao ver o pai sem parte da orelha”, disse o jovem ao G1. “Mexeram com a gente, chamaram a gente de gays e ficaram zombando da gente. Houve discussão, empurra-empurra. Eles saíram, depois voltaram e agrediram a gente por trás. Nunca, jamais pensei passar por isso, ainda mais por abraçar meu pai. Isso é afeto. Como alguém pode esperar que vai acontecer?”

O pai de Ramon, um autônomo de 42 anos que mora em Vargem Grande do Sul, também no interior de São Paulo, teve parte da orelha decepada. Após procurar atendimento em São João da Boa Vista, ele foi encaminhado para o Hospital das Clínicas, na capital paulista, ao qual voltou nesta quarta-feira (20) para consulta. “O médico falou que posso fazer [a cirurgia] por aqui mesmo, pelo sistema público. Ele falou que não é fácil, que vai precisar de umas três ou quatro cirurgias”, contou o autônomo. “Primeiro tem que cicatrizar. O médico disse que daqui três ou quatro meses que vai dar para começar a ver como será feita a cirurgia.”

O jovem também ficou ferido. “O mais grave foi com meu pai mesmo, mas eu levei soco, estou com o braço machucado, olho roxo, perna machucada, cabeça machucada”, afirmou.
Suspeitos
Ramon havia viajado para a cidade onde vive o pai especialmente para ir à exposição. Os dois foram à festa com suas namoradas. A agressão aconteceu quando as mulheres foram ao banheiro. O pai abraçou o filho, e ambos foram hostilizados. Imagens cedidas pela organização da exposição à polícia mostram o primeiro momento da confusão. Dois rapazes chegaram a ser detidos por suspeita de terem participado da agressão, mas negaram que o motivo da agressão tenha sido homofobia, segundo a Polícia Civil.

A polícia pediu a prisão temporária dos rapazes, negada pela 2ª Vara Criminal de São João da Boa Vista. Segundo informações da equipe de investigações, as versões de ambos os agressores são semelhantes. O primeiro rapaz, de 25 anos, detido na terça-feira (19), disse que o autônomo deve ter se confundido, já que ele não disse nada sobre homossexualismo.

Segundo policiais, ele confessou ter bebido e disse que só se deu conta de ter arrancado parte da orelha da vítima depois do ocorrido. O segundo rapaz disse que ele tentou apartar uma primeira confusão, mas depois voltou ao local em que estavam pai e filho com o amigo, e participou da briga.

O autônomo disse que os médicos consideraram mais plausível a hipótese de parte de sua orelha ter sido arrancada com um objeto cortante. Mas, segundo a polícia, o rapaz de 25 anos confessou que mordeu a orelha do homem.

Não há imagens, segundo informaram investigadores, da segunda parte da briga, na qual o autônomo teve parte da orelha decepada. A explicação é que a câmera que captou as imagens não estava estática, em ponto fixo.

Fonte: G1
Share on Google Plus

Sobre Equipe Noticia G

O Noticia G é um blog de notícias LGBT sob o princípio da diversidade. Portanto, divulgamos tudo o que cremos ser relativo a todo SER HUMANO. O blog NOTICIA G não mantém qualquer vínculo empregatício com seus colaboradores/colunistas. Todos o fazem por livre e espontânea vontade. As opiniões expressas pelos colaboradores/colunistas não refletem necessariamente a opinião do blog. Se você detém direitos sobre qualquer assunto/mídia veiculado no blog, favor contatar para retirarmos (noticiag@hotmail.com)
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários :

Postar um comentário