News
Loading...

Siga-nos!

ARTIGO: Ex-gays - Parte 1



Durante uma conversa informal com um amigo falávamos sobre um amigo em comum que virou evangélico e se tornou um ex-gay. Daí surgiu a idéia de ir atrás desse assunto: existe ex-gay?
Esse tema é espinhoso e causa muita discussão dentro e fora do meio LGBT na minha opinião pessoal não existe ex-gay mas não vou ficar restrito a minha opinião pessoal.Apesar de contas sou um jornalista e tenho que mostrar todos os pontos de vistas possíveis sobre o tema,a imparcialidade e liberdade é primordial pro bom jornalismo.Vamos aos fatos.
O que os especialistas pensam a respeito?
Segundo psicólogos a orientação sexual é imutável. O que leva a minha condição desde que me entendo por gente sou gay. Nunca senti vontade de estar cm uma pessoa do sexo oposto. Mas ainda existem casos de Igrejas protestantes e afins que pregam uma cura através de tratamentos que segundo especialistas são infrutíferos e ilegais. Não existe nenhum embasamento cientifico para afirmar que precisamos mudar de orientação sexual, só os embasamentos pseudo-bíblicos usados por essas seitas religiosas. Pessoalmente não me afeta em nada já que não acredito em religiões e muito menos na bíblia, mas para pessoas influenciáveis pode significar ir contra a própria natureza pra poder se enquadrar numa sociedade pseudo correta. Casos de ex-gays não são raros encontrei na minha busca um depoimento de um desses ex-gays o nome dele Moisés leia o depoimento e tire suas próprias conclusões:

"Desde criança eu sempre tive tendências homossexuais e aos dezessete anos me envolvi de vez no homossexualismo e também nas drogas, e na prostituição. Fiquei cinco anos nesta vida, mas pra glória de Deus no ano 2000 tive um maravilhoso encontro com Jesus que mudou a minha vida por completo. Depois de estar por três anos desfrutando o poder de Deus vim a descobrir que era soro positivo; porém Deus me prometeu a cura, e hoje dois anos depois, estou praticamente curado sem tomar um remédio".

Nessas seitas a homossexualidade ainda é colocada como doença e comportamento de risco pra se contrair HIV já que segundo eles todos os gays são promíscuos. O que é uma inverdade promiscuidade existe em todas as orientações sexuais existentes. Ou será que não é promiscuidade um homem sair com varias mulheres ao mesmo tempo?

Mas existem casos abordados por médicos de homossexualidade transitória. Que casos são esses:
Pessoas que estão em prisões, confinadas em navios, essas pessoas passam longos períodos confinadas com pessoas do mesmo sexo. No caso dos presos só tendo contatos com o sexo oposto esporadicamente em visitas intimas que muitas das vezes não os satisfazem sexualmente.E adolescentes no inicio de vida sexual que tem experiências com um colega e na vida adulta tem uma relação hetero.

Muitos gays resolvem não se assumir e partem pra uma tentativa frustrada de relacionamento hetero. Esses gays mesmo casados com o sexo oposto continuam tendo contato com pessoas do mesmo sexo. Outros ainda experimentam uma relação hetero pelo menos uma vez, mas vêem que não é a sua praia e desistem da idéia.

Estrearei nesse blog em breve uma série chamada HOMOSSEXUALIDADE E RELIGIAO. Como disse vou mostrar nessa matéria sobre ex-gays todas as visões possíveis então vamos as visões do cristianismo a respeito.

Nos tempos atuais o debate sobre a homossexualidade nas igrejas, freqüentemente vai buscar no texto bíblico prescrições comportamentais, mais do que matizes para o discernimento. O bem da verdade esse é um dos temas que para muitos cristãos ainda é considerado um tabu, sobre o qual não cabe discussão. Textos bíblicos foram referidos - e ainda o são por alguns autores – buscando-se neles uma resposta simples e direta. Não se considerou que os autores bíblicos escreveram originalmente para sua época e que as suposições sobre a sexualidade variam muito de uma cultura a outra e de uma época a outra.

Alguns teólogos partem do relato do Gênesis 2:24  “Por isso, um homem deixa seu pai e sua mãe, e se une à sua mulher, e  eles dois se tornam uma só carne”  e interpretam esta passagem dizendo que Deus, ao criar-nos também criou um só modelo de moral sexual para todas as pessoas: o modelo da monogamia heterossexual. Afirmam que este modelo é parte da ordem criada e não está sujeito à mudanças culturais ou históricas. É a chamada visão criacionista que entende o sexo como motivo do companheirismo e da reprodução, existindo só em virtude de certa complementaridade entre o homem e a mulher. Sustentam que nenhum outro modelo de vivência sexual pode ser  natural  ou moralmente aceitável. O modelo é uma lei, portanto as relações sexuais entre pessoas do mesmo sexo são vistas como imorais.

O Vaticano editou nos primeiros dias de abril/2003 um polêmico glossário de termos sexuais. Trata-se do “Léxico para termos ambíguos e coloquiais sobre vida familiar e questões éticas”. O capítulo sobre homossexualidade e homofobia afirma que a homossexualidade deriva de um conflito psicológico não resolvido, afirma ainda que os homossexuais não são normais e que os países que permitem os casamentos unissexuais são habitados por pessoas com mentes profundamente perturbadas.

Oficialmente, portanto, a posição da Igreja Católica, continua sendo homofóbica e gerando polêmica. O que é um absurdo já que pregam o amor, mas não capazes de ver que o amor não tem sexo e ninguém escolhe quem amar.



Sobre o Colunista:

Jonnathan AlvesJonnathan é estudante de Jornalismo e colunista do blog NOTICIA G.


Share on Google Plus

Sobre Equipe Noticia G

O Noticia G é um blog de notícias LGBT sob o princípio da diversidade. Portanto, divulgamos tudo o que cremos ser relativo a todo SER HUMANO. O blog NOTICIA G não mantém qualquer vínculo empregatício com seus colaboradores/colunistas. Todos o fazem por livre e espontânea vontade. As opiniões expressas pelos colaboradores/colunistas não refletem necessariamente a opinião do blog. Se você detém direitos sobre qualquer assunto/mídia veiculado no blog, favor contatar para retirarmos (noticiag@hotmail.com)
    Blogger Comment
    Facebook Comment

2 comentários :

  1. Muito legal o blog. Parabéns! Ousada essa decisã de infocar temas polêmicos e vastos, espero que não desista de mostrar todos os multiplos e elevados à potênica os aspectos dessas questões, inclusive a de quem simplesmente escilhe pelo sentimento e não apenas pelo sexo, embora o sexo venha a estimular o sentimento.

    Ainda na escola, um professor esclareceu que após algum tempo de prática homossexual o estímulo da próstata se tornava essencial para o orgasmo masculino. Motivo pelo qual era difícil um ex-gay, a menos que ele se isentasse das práticas sexuais ou orgasmo. Ainda segundo este professor, do meu longínquo 2ºgrau, por este motivos mulheres tinham uma "segunda chance" e ele ainda arriscava-se a dizer que a data limite para uma garota "mudar" sua "opção" (sim este era o vocábulo correto da época) era entre 30 e 40 anos. Não lembro agora qual q explicação "técnica", mas imagino que nessa fase a mulher está mais propícia a deixar de lado certos valores que não necessariamente são seus no caso de ter sido "obrigada" a vivenciá-los. Vamos combinar que já era TUDO ter um professor que tivesse esse tipo de papo na sala de aula de uma escola estadual. Bons tempos que a educação formal pública educava!!
    Boa sorte no blog e tamos aí!!

    ResponderExcluir
  2. Meu caro, belíssimo artigo! Não sei se já o viu, mais um filme que assiste e no qual este artigo me faz lembrar se chama " Rezando por Bobby", caso ainda não tenha visto, por favor assista, poderia até mesmo formar um artigo em cima deste filme, pois o acho hiper interessante e recomendável à todos. Parabéns pelo mesmo!

    ResponderExcluir