News
Loading...

Siga-nos!

Conhecendo um Banheirão


Um gay que nunca foi num banheirão é esse o episódio desse mês. Atualmente há uma banalização do sexo de tal maneira que está instituído a pegação em qualquer lugar e qualquer hora.
Hoje em dia não tem um lugarzinho escuro e um banheiro de shopping onde não tenha uma penca de gays fazendo pegação. Fico impressionado. Então fui conhecer a pegação num banheiro de shopping. No shopping Iguatemi, por exemplo, os homossexuais todos se encontram no banheiro do segundo piso o pior é que muitos não têm nem vergonha, entram e saem do banheiro como se estivessem com incontinência urinaria ou uma diarréia o mesmo se repete em outros shoppings pela cidade.
Acho que sexo é bom, mas desse jeito tá demais. Perderam completamente a noção do respeito a si próprios e ao próximo já que os banheiros são freqüentados muita das vezes por crianças pequenas. O que não dá também é violência contra as bee que por acaso praticam esse tipo de coisa.
Violência não leva a lugar nenhum. Como um bom repórter resolvi ir a campo disfarçado para saber como funcionava as pegações tinha gente de todo tipo, desde os novinhos bonitinhos, os menores de idade até as cacuras (senhores de idade) loucas para pegar ou pagar os novinhos. 
Nesse dia um malhadinho me deu mole, meu cu piscou e bateu palma como não podia sair do disfarce fui ficar com o malhadinho. Que SACRIFÍCIO que eu fiz por uma boa reportagem. O garoto era tão bofinho que passava como hetero tranquilo, a mala era bem, não chupei mais toquei umazinha, ou melhor, variaszinhas com ele. Mas vamos abafar.
Nesse mesmo dia aconteceu algo muito engraçado um garoto passou de um reservado pro outro pelo espaço que tem embaixo da parede divisória. Vocês podem não acreditar mas eu vi com esses olhos que a terra há de comer. Ai você pergunta: Como? Ele era baixinho e magrinho então passou como se fosse um pacote. Tudo por pênis. Por pênis essas pegadeiras fazem tudo. As cacuras ficavam loucas, mas não eram bem vistas pelos novinhos que não davam a mínima bola para elas. Cacura que eu digo são cacuras mesmo, a maioria tinha de 50 para cima. Fiquei rosa chiclete. Tinha cacura que podia ser meu avô.
Os negões avantajados eram alvos de disputas, todas queriam. O engraçado é que toda vez que aparecia o faxineiro todas fechavam as portas e algumas que estavam no mesmo reservado saiam de fininho para não serem pegas com a boca naquilo. Tinha hora que eram tantos gays que faltava reservado, então tinha que esperar alguma sair para entrar.
Resolvi conversar com as pegadeiras de banheiros da vida para saber o motivo de fazerem pegação e a resposta é quase unanime: Gosto de me divertir e gosto do perigo. Ou seja, a pegação é uma diversão para esses gays e uma maneira de descarregar a adrenalina. Só que a pegação esconde um perigo, já que muitas das vezes o povo chupa, transa, faz a unha e muita das vezes sem camisnha. 
Hoje o portador do HIV não tem cara com a descoberta do coquetel eles vivem saudáveis e sem nenhum sintoma e sem aparência de doentes como tinham anos atrás. Ou seja as pegadeiras podem contrair o HIV se divertindo ou enfrentando um perigo como elas mesmo dizem. 
A homofobia existe e sempre vai existir enquanto houver esse tipo de comportamento da comunidade gay que cada vez está mais desunida. Agora às vezes perguntam, porque as lésbicas são mais bem vistas e aceitas do que os gays? Simples elas não fazem pegação nos banheiros e cantinhos escuros da vida. Só teremos respeito quando mostrarmos que podemos nos respeitar.



Sobre o Colunista:

Jonnathan AlvesJonnathan é estudante de Jornalismo e colunista do blog NOTICIA G.

Share on Google Plus

Sobre Equipe Noticia G

O Noticia G é um blog de notícias LGBT sob o princípio da diversidade. Portanto, divulgamos tudo o que cremos ser relativo a todo SER HUMANO. O blog NOTICIA G não mantém qualquer vínculo empregatício com seus colaboradores/colunistas. Todos o fazem por livre e espontânea vontade. As opiniões expressas pelos colaboradores/colunistas não refletem necessariamente a opinião do blog. Se você detém direitos sobre qualquer assunto/mídia veiculado no blog, favor contatar para retirarmos (noticiag@hotmail.com)
    Blogger Comment
    Facebook Comment

1 comentários :

  1. Eu super curti e concordo com o que foi dito. Sou gay e fico irritado com isso nos banheiros. Imagina quem não é então? Como vamos querer respeito se não o damos? Parabéns pelo post!

    ResponderExcluir