News
Loading...

Siga-nos!

TJ-RJ mantém prisão de professora acusada de abusar de aluna


A Justiça do Rio rejeitou o pedido de relaxamento de prisão da professora suspeita de ter abusado de uma aluna de 13 anos que estudava na escola onde ela dava aulas em Realengo, na Zona Oeste do Rio. A decisão foi divulgada na terça-feira (7), acatando posição do Ministério Público do Rio.
De acordo com o TJ-RJ, uma nova audiência do caso está prevista para ser realizada na próxima segunda-feira (13), no Fórum de Bangu, na Zona Oeste. A educadora está presa na penitenciária Nelson Hungria, em Bangu, desde o dia 27 de outubro.

Pedido de liberdade já foi negado
No último dia 11 de novembro, a Justiça do Rio já tinha negado o pedido de liberdade para a professora de matemática. Ela e a estudante se conheceram na Escola municipal Rondon, em Realengo.
A docente responde pelos crimes de estupro de vulnerável e satisfação de lascívia mediante presença de criança ou adolescente. Somando-se as penas, ela pode ficar até 20 anos presa.
O diretor da escola onde as duas se conheceram, que tinha sido indiciado pela polícia por omissão, não vai responder a processo na Justiça. O juiz da 2ª Vara Criminal de Bangu entendeu que os fatos descritos no inquérito policial não evidenciaram que o diretor foi omisso e, por isso, o processo contra ele foi arquivado.
Relacionamento amoroso
À polícia, professora e aluna confirmaram ter um relacionamento amoroso. A defesa da professora ainda analisa se vai entrar com um recurso contra a Prefeitura do Rio, já que a educadora foi demitida das escolas municipais onde dava aulas. Ela ainda estava em estágio probatório.
A educadora foi detida após a denúncia da mãe da aluna, que relatou à polícia que a filha estava desaparecida há dois dias. Estudante e professora teriam passado os dias no motel. A educadora também teria seduzido outra aluna de 13 anos.
O dono do motel onde a professora de matemática se encontrava com a adolescente vai responder por infração administrativa depois de permitir a entrada da adolescente no local sem a autorização e presença dos pais.
A mãe contou à polícia que mostrou ao diretor da escola cartas amorosas para comprovar o relacionamento da filha com a professora.

Fonte: G1
Share on Google Plus

Sobre Equipe Noticia G

O Noticia G é um blog de notícias LGBT sob o princípio da diversidade. Portanto, divulgamos tudo o que cremos ser relativo a todo SER HUMANO. O blog NOTICIA G não mantém qualquer vínculo empregatício com seus colaboradores/colunistas. Todos o fazem por livre e espontânea vontade. As opiniões expressas pelos colaboradores/colunistas não refletem necessariamente a opinião do blog. Se você detém direitos sobre qualquer assunto/mídia veiculado no blog, favor contatar para retirarmos (noticiag@hotmail.com)
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários :

Postar um comentário